De Repente uma mãe diferente, a tempo de resgatar a conexão com os filhos adolescentes!

Qual a minha história?

Como me tornei uma mãe mais consciente?

Biografia Renata Ribeiro

Sejam bem-vindos

à minha vida...

Sou Renata Ribeiro, carioca, comunicativa, amo redes sociais e marketing, bem observadora, buscadora de conhecimento, mãe de 3, formada em gestão de pessoas a 10 anos, mas nunca trabalhei no corporativo por mais de 3 anos porque minha raiz é empreender, sou curiosa, e dizem que sou habilidosa com design, acadêmica de Psicologia, atuo como Educadora Parental certificada pela PDA e colaboro no Centro de Pesquisa e Investigação CASULO.

Bem, até chegar aqui muita água correu por esse rio da vida e tudo começou quando aos 19 anos, ainda na adolescência, engravidei! Não fui uma filha “fácil” para a minha mãe, mas sempre fui doce. Gostava de curtir a vida, e curti viu… A maternidade chegou para tentar me dizer algo, mas confesso que demorei a ouvir. Sou irmã mais velha da Fernanda, minha maior inspiração na educação positiva e respeitosa.

Sou renata Ribeiro

A vida não é um morango e precisei passar por muitos desafios para compreender o caminho a seguir, aos 21 fui mãe novamente e se você acha que o “juízo” me encontrou, óbvio que não!

Se como filha não fui "fácil" imagina depois que me tornei mãe? Graças a Deus tive uma irmã mais nova e mais ajuizada do que eu, muito do que sou, devo à ela.

Trabalhei 3 anos em um órgão publico como terceirizada para conseguir prover a alimentação dos meus filhos e nessa época morava com a minha mãe e irmã, inclusive elas eram a minha rede de apoio materno e emocional. Aos 25 anos, com 2 filhos na bagagem, Deus foi tão bom comigo que mesmo desistindo de ter um relacionamento (depois de dois que não deram certo), em 2005 ele colocou alguém na minha vida, Léo, que a 18 anos é meu marido, pai biológico da Isa (15 anos) e de criação dos meus filhos mais velhos (aqueles que a Fernanda me ajudou a criar e educar), Fabio (23 anos) e Gabriel (21 anos). Depois que casei decidi parar de trabalhar e cuidar exclusivamente dos meus filhos, caramba hoje olho para trás e percebo o quanto Deus esteve comigo esse tempo todo... Ser Mãe realmente não é nada fácil. Meus filhos eram crianças incríveis, vivemos só nós 4 durante 1 ano e meio, até que em 2007 engravidei novamente. Dessa vez, aos 27 anos, um pouco mais "madura" mas ainda sem saber o que esperar daquela nova situação que era "Ter uma família". Ufa, ainda bem que Deus foi generoso e colocou na minha vida um cara consciente e responsável que me mostrou o que era uma família de fato.

No ano seguinte, 2008, já com uma família de 5 pessoas (duas crianças pequenas e um bebê de 6 meses) nos mudamos para outro estado, Rio Grande do Sul, por consequência do trabalho do Léo e foi nesse momento que fui colocada à prova. Senhor, o que faria sozinha em um lugar desconhecido e sem rede de apoio? Resultado, meninos no integral e mamãe passando na prova de "maternidade" sozinha. Não foi fácil, falhei diversas vezes, desenvolvi um processo depressivo e vulnerável, mas fez parte da minha história. Então, lembra que contei sobre o que Deus fez comigo em 2005? "Conheci uma pessoa boa e consciente do seu papel" e isso fez toda diferença na manutenção da nossa família e educação das crianças. Mas apesar dessa "consciência" ele veio da educação tradicional como eu...

Em dois anos e meio voltamos para o Rio de Janeiro, olha eu aqui novamente com a minha família, sou grata demais!

E aí em 2011 veio aquela cobrança interna: "Ate quando vou me manter na sombra do meu marido? Não tenho uma formação acadêmica e nem um trabalho."

Bem, foi nesse momento que decidi entrar na faculdade, com 33 anos e escolhi um curso "curto e prático" que me capacitaria para o "mercado de trabalho". Gente, que ilusão...o mercado de trabalho não dá oportunidade para uma mãe de 3 crianças recem formada, de onde tirei essa ideia? Mas lembra que falei também que minha raiz é empreendedora?


Então, conclui o curso de Gestão de Pessoas em 2 anos e meio e fui empreender com a minha irmã Fernanda na Edac.

Era o sonho dela e embarquei, ela no Pedagógico e eu no administrativo.

Mas o sonho era dela, e apesar de entender que a Edac era um projeto de educação diferenciado no mercado decidi que queria alçar outros voos. Vendi minha parte da empresa para a Gi, Neuropsicopedagoga e completamente alinhada ao projeto, e fui em busca de realizar outros sonhos.


Abri uma empresa de consultoria doméstica que encerrei a atividade na pandemia, como tantas empresas do setor. Mas não parei, usei das minha habilidades nas redes sociais, e no auge do consumo na pandemia, comecei a vender produtos artesanais, vou te contar que faturava com isso heim...mais ainda não era o que realmente me dava prazer em fazer, que me brilhava os olhos.

Decidi parar com tudo e ressignificar minha vida, afinal a busca incansável por fazer a diferença ainda ecoava em mim.

E aos 41 anos comecei a realização do que sempre foi meu projeto de vida, cuidar de pessoas. Me matriculei no curso de Psicologia e em paralelo na certificação em Disciplina Positiva. Lembra que contei que nossa família veio de uma educação tradicional autoritária, então, descobri que esse estilo parental estava "destruindo" o meu relacionamento com os meus filhos, já adolescentes.

Como a Disciplina Positiva chegou na minha vida?


Com um relacionamento mãe e filhos quase destruido pelo autoritarismo, reconheci onde estava errando e fui buscar soluções. Não procurei livros e palestras gratuitas, fui na fonte, PDA - Positive Discipline Association e Jane Nelsen. Minha irmã ja caminhava na frente desse processo e me ajudou muito.

Em paralelo ao curso de psicologia encarei uma formação para além de aprender e transformar minhas relações familiares poder ajudar outras famílias. Entrei em uma formação toda em inglês e preciso ser sincera com você, não falo e nem entendo nada de inglês, o que demoraria 12 meses para terminar se estendeu por 18 meses.

minha frase favorita é:

" A disciplina positiva salvou meus filhos da mãe autoritária que era."


Só existe uma palavra para finalizar:

GRATIDÃO

Acid Graphic Elements Filled Complex Sparkle

clique nos ícones e me siga nas redes sociais

Website or site icon
Simple Youtube Icon
Simple Instagram Icon